sábado, 19 de maio de 2012

Jared Diamond e Acemoglu estão errados!!!

Economistas têm sempre tentado entender porque alguns países são tão ricos enquanto outros são tão pobres (quantos papers começam com tal frase?!). Há duas respostas dominantes: a hipótese da geografia, liderada por Jared Diamond, defende que diferenças nas dotações de recursos naturais (plantas e animais domesticaveis) influenciaram a produtividade e, consequentemente, a capacidade de introduzir inovações, inclusive institucionais, que permitiram um maior enriquecimento e dominação sobre civilizações com menor qualidade de recursos naturais; a segunda tem seumaior expoente em Acemoglu e defende que, mesmo nos tempos antigos, o arranjo institucional é o fator principal para explicar a riquezas das nações, pois cria a estrutura de incentivos sobre a qual os indivíduos tomam suas decisões.
Pois bem, segundo nossos economistas excêntricos/alternativos/diferentes/heterodoxos, ambos estão completamente enganados!!! O verdadeiro fator determinando da riqueza de uma nação é o câmbio!!!! O que seria dos sumérios se não tivessem desvalorizado seu câmbio??? Os egipcios teriam conseguido prosperar sem a desvalorização do câmbio???? Com certeza, a Grécia não teria sido engolida pelo império romano se tivesse desvalorizado para fomentar suas exportações e permitir ganhos de escala nos encadeamentos para frente e para trás de sua indústria nascente!!!
Alguém avisa o Diamond e o Acemoglu que a questão que ambos se dedicam tão intensamente já foi plenamente respondida por economistas brasileiros.
Pobres gringos, já é 2012 e ainda não conhecem a iluminação das teorias keynesianas e cepalinas.

Um comentário:

  1. Segue passagem do livro, Maselas do Zé Ruela:

    "... então quando nas margens do Nilo, em civilização já extinta, percebeu-se que os mico-leão-dourados eram a verdadeira causa de seu declínio, os cidadãos pararam de plantar nos períodos de fertilidade e concentram todas as suas forças em procriar e capturar esses animais. Pena que eles não compreendiam que a utilidade de produzir milho era muito superiora aquela associada a tentar domesticar essa injustiçada criatura.."

    Clauber Scherer

    ResponderExcluir