quinta-feira, 8 de abril de 2010

Virtuosismo ao extremo.

Julgar uma banda pela sua musicalidade é uma tarefa ingrata e nem tenho a pretensão de fazê-lo aqui. Digo apenas que música não é só inspiração como muitas pessoas pensam (geralmente quem não entende nada de música), expiração é talvez até mais importante. É preciso sentar a bunda na cadeira e estudar. Kishimoto disse que há os gênios de talento e os gênios de esforço, eu sei que os integrantes do Plant X são geniais, de talento apenas imagino que sim, mas de esforço, eu tenho certeza que sim. A complexidade da música chega a ser covarde, padrões rítmicos e técnica de outro mundo com uma melodia extremamente intricada, praticamente impossivel de se colocar uma linha vocal. Não vou discutir com quem argumenta que não há feeling na música, só não posso admitir que menosprezem a qualidade dos músicos.
Aqui vai uma amostra do que o Planet X pode fazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário