sábado, 10 de abril de 2010

O famoso superávit.

Nos últimos anos tem sido muito comum o anúncio de superávits primários. O governo e os petistas por todo o Brasil têm soltado muitos orgulhosos perdigotos sobre os méritos que o Lula tem nisso.
Para começar, as metas de superávit foram aconselhadas pelo FMI como forma de amenizar o problema fiscal do governo brasileiro. Vale lembrar que o PT sempre foi contra as medidas do FMI e que sempre coordenou protestos da massa trabalhista contra as medidas tidas como contracionistas e elitistas, mas isso é assunto para outro post.
Antes de continuar, quero deixar muito claro que sou totalmente A FAVOR das metas de superávit, que traz enormes benefícios à economia, como a confiança de investidores e consequentemente dinheiro a juros menores. A minha intenção é destacar como o governo abusa da falta de esclarecimento da população fazendo propaganda sobre um fato, sem dizer toda a verdade e usando isso como medida de sucesso de suas atuações.
Basicamente, o superávit primário é o dinheiro que o governo economiza para pagar os juros da dívida pública, sim o governo também tem que pagar o que deve! Essa economia do governo é então sua receita (impostos) menos seus gastos (compras, pagamento de salários, etc..). Enfim, se há o superávit primário é porque o governo gasta menos do que arrecada, é ai que está o abuso da desinformação da população. Os brasileiros ficam felizes em saber de que para cada um real que entregam ao governo em forma de impostos, uma quantidade menor de dinheiro retorna para a sociedade. Em qual planeta isso seria motivo de felicidade?
Alguns devem estar se perguntando:
_ Sim, mas pelo menos o superávit primário é suficiente para pagar os juros da dívida, não é?
Não, não é. Os juros da dívida são maiores que o superávit primário, há um déficit nominal. A conseqüência disso é que a dívida está aumentando e o governo precisa refinanciar nos mercados de crédito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário